terça-feira, 16 de agosto de 2011

ECALMA - É fartar vilanagem!

Esta hoje é demais! Tive a prova de que estamos todos entregues a ladrões, do Governo às autarquias.
Senão vejamos: a ECALMA, empresa multimunicipal de Almada, logo pertencente à Câmara Municipal de Almada, tem ordens para rebocar TODOS os veículos que se encontrem estacionados fora do parque do Hospital Garcia de Orta.
É verdade. Todos os carros que estejam estacionados nas vias paralelas, no passeio junto às paragens ou no acesso ao Hospital são agora alegremente rebocados ou bloqueados pelos senhores da empresa multimunicipal ECALMA.
Agora pergunto: sabendo os eleitos da Câmara Municipal de Almada das dificuldades de estacionamento dentro do parque do Hospital, das maiores dificuldades de acesso em transportes públicos, visto que até souberam fazer muito bem a negociação com o Metro Sul do Tejo para que este fantástico meio de transporte passa-se ou tivesse uma paragem junto a um equipamento tão importante para a população como o Hospital, têm agora, em nome sabe-se lá do que (como se não soubéssemos das queixas contínuas de falta de verbas...) de assim roubar quem precisa de ir ao Hospital?
Será que as pessoas que ali se têm de deslocar o fazem por diversão?

Infelizmente hoje fui uma das vítimas deste ROUBO.
A via onde todos os dias os motoristas tentam encontrar solução para o estacionamento.
 Fui ao Hospital para fazer um penso à pequena cirurgia que fiz. Tinha consulta às 13h30, mas às 12h00 já andava às voltas tipo carrossel para conseguir estacionar o carro, até que sai do parque e o estacionei na via que vem da Pousada da Juventude.
Sempre ali vi carros estacionados, já lá tenho deixado o meu, não impedia o acesso a ambulâncias ou a autocarros ou mesmo a outros veículos, não estava a menos de 50 metros de um cruzamento.
Às 13h30, depois da consulta (tenho a dizer que nesta secção, Dermatologia, os médicos são ultra-pontuais, por isso até fui atendida antes da hora), cheguei ao local, e zás! Népia. De reparar ainda que o carro que estava à frente do meu, esse em cima do cruzamento e sobre o sinal pintado no chão do STOP, ainda lá estava. Quando interroguei a senhora da ECALMA sobre o porquê, visto que esse carro estava claramente em contravenção, disse-me que “os colegas também tinham direito à hora de almoço e por isso não tinham levado esse carro”. LINDO!!!
Mais lindo ainda foi a resposta recebida por mim e outras pessoas que se encontravam nas fantásticas instalações da ECALMA em Almada para levantar os carros roubados, quando perguntaram o porquê desta acção: resposta: TINHAM ORDENS PARA O FAZER ASSIM!!!!
Por mim, tive de vir do Hospital a caminhar até ao parque da ECALMA, por detrás da Incrível Almadense, debaixo de um calor tórrido, com a minha mãe, de 66 anos, que graças ao excelente estado dos passeios na Rua Capitão Leitão, ainda escorregou e caiu de joelhos. Lá chegada, a pagar a módica quantia de 76 euros de reboque, 16 euros de parque e uma coima de trinta euros. Ou seja, a empresa multimunicipal ECALMA arrecadou a módica quantia de 92 euros. Como hoje, segundo um segurança no Hospital, já tinham sido rebocados vários carros, é fazer as contas.
Já para não dizer que se não quiser pagar ali a multa, a ECALMA fica com a minha carta de condução!
Claro que, para melhorar tudo, tive de esperar cerca de uma hora nas espectaculares instalações da ECALMA onde nem um banco existe para as pessoas se sentarem ou água para beberem, tendo de esperar no exterior, esteja a chover ou a fazer sol.
Por especial favor, um director lá cedeu um banco dentro de um gabinete a uma rapariga grávida de 38 semanas, que para mal dos seus pecados teve de ir hoje também ao Hospital com contracções, e que também teve de deixar o carro num acesso depois de mais de 30 minutos à procura de estacionamento.
Não, realmente é demais que uma empresa multimunicipal, de uma câmara que diz defender o povo, assim roube esse mesmo povo.
Da minha parte, pedi logo o Livro de Reclamações, vou fazer outra queixa à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e vou fazer chinfrim aqui na Net.
Porque só nos vão tratar como ovelhas enquanto nos continuarmos a portar como ovelhas!
O extraordinário parque indicado pela ECALMA aos utentes do Hospital: sem condições de acesso, nem de segurança, mas com vários "arrumas".

48 comentários:

Anónimo disse...

Não acredito que isso se tenha passado num concelho de gestão comunista!!

Maria do Carmo disse...

Infelizmente sim.
Já tive mesmo oportunidade de, através do facebook, questionar o vereador António Matos, que já foi vice-presidente da autarquia, sobre o assunto. Acredito que terei uma resposta dele.

Fadinha disse...

Maria do carmo, aqui no Rio também é um transtorno estacionar. Há uma máfia para rebocar e há a mafia dos flanelinhas (guardadores de rua). Onde você pode estacionar, tem de pagar a esses "senhores" porque se não pagar, na volta você pode encontrar o carro arranhado ou outra avaria qualquer, e não adianta chamar a polícia pois dizem que no final do dia eles dividem o dinheiro com os policiais. Fique bem . Abraços

Maria do Carmo disse...

Olá Fadinha,
Aqui a máfia é ainda pior, porque é para a Câmara Municipal de Almada e para o Governo pagarem luxos roubando através da ECALMA.
O que me revolta é que há décadas que ali se estaciona, trata-se de um hospital, onde as pessoas vão doentes, a fazer tratamentos!!! Não era uma boite ou um bar, não impede o tráfego nem o coloca em perigo!!!
Simplesmente, como fecharam as torneiras do Estado para as Câmaras, agora lembraram-se que tinham ali um maná, porque centenas de pessoas não sabem, e não está lá nada a dizer que podem ser rebocados os carros. E são 130 euros a voar do bolso, mais o transtorno e os nervos, que ninguém paga.
E isto da parte de uma Câmara que se diz comunista, que defende o «povo»!! Quem vai ao Hospital é esse mesmo «Povo» que não pode ir para as clinicas privadas como os Senhores.
Só tenho um termo: CHULOS!!
Um abraço!

Anónimo disse...

Noutro blogue onde a Maria do Carmo colocou esta questão, vieram logo os kamaradas a acusarem-na de queixinhas.
Se fosse o caso com uma cãmara do PS ou do PSD vinham berrar que nem cabras e aos coices, assim tentam desviar o assunto.
CORJA DE HIPOCRITAS!!!!

Maria do Carmo disse...

Caro anónimo, obrigado pelo seu comentário.
Não admira, ninguém gosta de ver a verdade assim expressa.
Eu também li a opinião desse "comentador" e respondi - é que para alguns, os problemas dos utentes do Hospital Garcia de Orta só servem para encher a boca quando se quer fazer política. Neste caso, como se trata de uma decisão política de um executivo de uma certa cor, falar sobre isto já não é tão correcto.
Se calhar porque com este meu alerta também serão menos as pessoas a serem apanhadas ROUBO DA ECALMA/CÂMARA DE ALMADA.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Na via referida, fora do hospital e que se vê na foto, é rigorosamente proibido o estacionamento.
Numa via com dois sentidos nem faz sentido que o estacionamento possa ser permitido.
Já fui multado pela PSP e tive que pagar 30 euros.

O grande problema, ali e noutros locais, é que não se teve em atenção a infraestrutura para os utentes estacionarem.
O que há, já de si pouco, torna-se cada vez pior.

Chamo a atenção para o facto da empresa municipal - e não multimunicipal - não ter o direito, por lei de proceder ao reboque de qualquer viatura.

Quanto às instalações da ECALMA, não vale a pena dizer nada.

O traçado do MST nunca previu uma paragem junto ao hospital, o que daria muito jeito.

Sugiro-lhe que faça uma participação/queixa às entidades de direito.
Não chega o livro de reclamações pois sabemos onde vão parar as mesmas.

Há muitas queixas mas poucas acções.

O que está muito mal é o sistema. É por isso que a ECALMA é uma das empresas municipais em vias de extinção.

Se me é permitido, deixo uma mensagem à comentadora "Fadinha": a ECALMA não divide coisa nenhuma com a PSP.
Essa é uma acusação muito grave e a senhora não pode provar.

Outros pormenores serão tema para discutir no local próprio.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Carmo o dinheiro não ter cor, muito menos política!

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo das 19h54, primeiro que tudo, só um esclarecimento, a Fadinha está a referir-se à situação no Brasil, não em Portugal.
Aliás, porque a ECALMA explica logo que o que pagamos do reboque e do "estacionamento" é para eles e a multa de trinta euros é que é para o Estado.
Concordo também com tudo o que diz, sei que estava em contravenção e por isso nem posso reclamar muito, excepto por o carro que estava à frente do meu, em cima do cruzamento, não ter sido rebocado porque estavam na "hora de almoço".
O que me revolta é que a Câmara Municipal de Almada se sobreponha à PSP, considerando agora, ao fim de tantos anos, que os carros não devem estacionar ali, quando o próprio executivo reconhece as dificuldades de acesso de projectos que TAMBÉM ELES aprovaram.
Se a ECALMA está em vias de extinção, com esta ordem camarária, não o estará por falta de verbas, embora as empregadas no local estejam num contentor sem ar condicionado, o que também diz muito sobre a preocupação com o bem-estar dos trabalhadores desta autarquia que se diz comunista.
Como já disse, já até fiz uma queixa à Direcção do HGO, que publiquei aqui, e agora irei fazer outra, mas parece que é uma gota no deserto.
Cumprimentos

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo das 23h03, é bem verdade e cada vez isso fica mais provado.
Em nome do dinheiro manda-se para as cucuias os tais "direitos" e "defesa" com os quais se enche a boca em tempo de campanha.

Maria do Carmo disse...

Já agora, caro anónimo das 19h45, infelizmente, a ECALMA já pode proceder a reboques, como eles mesmo explicam no seu site, na secção das Perguntas Frequentes . http://www.ecalma.pt/em/index.php?option=com_content&view=article&id=17&Itemid=40
E é claro que eles têm a lição muito bem estudada, não se iam arriscar a ser processados.

Anónimo disse...

D. Maria do Carmo

Sou o anónimo de 17 de Agosto de 2011 19:54
Agradeço a troca civilizada de opiniões.
Isto assim tem dois nomes: democracia e boa educação.

Sobre o esclarecimento do que escreveu a "Fadinha", já entendi. Tinha feito confusão, sorry.

Já agora, permita-me que lembre que a ECALMA é uma empresa municipal que estará "debaixo de fogo" quando e se o governo levar para a frente a intenção de acabar com estas empresas municipais cuja actividade funciona em tons de cinzento escuro.

Os meus cumprimentos.

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo,obrigado pelas suas palavras.
Acho que este meu espaço é mesmo para isso, desabafos da minha parte e ouvir opiniões de quem perde algum do seu tempo a ler este blogue.
Sobre a ECALMA, da minha parte acho que a ser encerrada já vai tarde, assim como muitas outras que mais não são do que sorvedouros de dinheiro ou de pagamento de favores eleitorais, mas claro que falo em termos gerais, por todo o país.
Cumprimentos.

Minda disse...

A ECALMA é uma empresa municipal que, além de não ser sustentável em termos financeiros – "aguenta-se por via das transferências da CMA –, tem tido ao longo do tempo uma postura muito polémica ao nível da actuação dos seus fiscais.

Seja por formação inadequada, ou falta dela, dos agentes – e não só técnica mas até cívica (para já não dizer ética, nalguns casos de comportamentos parciais e dúbios) –, certo é que, a juntar aos regulamentos com falhas na sua adequação à realidade do nosso concelho, são cada vez mais as situações de conflito com os munícipes.

A ocorrência que descreve, a par da inoperância noutras em que fazia sentido actuarem e, afinal, é vê-los a ser demasiado permissivos e tolerantes (como é o caso dos comerciantes que ocupam a via pública com as suas carrinhas para delas fazerem uma extensão da sua loja, ocupando permanentemente lugares de estacionamento de forma indevida e que nem sequer são multados e muito menos rebocados – em Cacilhas são muitos os exemplos deste tipo), faz com que cada vez mais as pessoas se sintam revoltadas com a ECALMA e não sintam qualquer utilidade na sua existência.

(Ah! Ia-me esquecendo de dizer: vou partilhar esta notícia no meu facebook e colocar o seu blogue nos meus favoritos lá no meu Infinito's. Aproveito e agradeço-lhe a visita).

Paulo disse...

Então prevarica e vem fazer queixinhas. Parece os putos sabem que prevaricam e depois quando for para assumir as consequencias venha o choro.
Querem ver que não sabia que não podia estacionar?
Assim em vez de pagar o reboque e a respetiva coima, deveria ser obrigada a frequentar as aulas do CE para reciclar (duvida-se que não o tenha feito com uma senha de farinha).
Para quem ja a viu conduzir, não deixa ficar nada mal as mulheres - naba.
Realmente isto so podia vir de uma queixinhas mimada que tem a mania de ser alguem importante.

Ana Freitas disse...

D. Maria do Carmo

Estou solidária consigo.
Estamos saturadas de ser ROUBADAS por todas as instâncias publicas.

Deixo aqui uma sugestão, elabore uma petição publica, publicite-a nos media locais e certamente obterá um numero considerável de assinatura.

Temos de demonstrar a nossa indignação.

Certamente que a Direção e Administração da CMA e da ECALMA não passam por esses disabores. Esses dirigentes tem acessos privados e não se preocupam com as necessidades de quem trabalha, paga os seus impostos e possibilita a esses "sanguesugas" aufwerirem um chorudo vencimento (muito assima das suas reais capacidades cognitivas).

Os meus cumprimentos

Felipe disse...

Olá Maria do Carmo, faz um tweet ou um post no Facebook.
Isto é uma potente arma, se lembarres a situação com a empresa Ensitel, aquilo atinge uma difusão tão grande que deixa esses incompetentes à rasca.
Por mim acho que esses cretinos da ECALMA passam os dias nos gabites a estudar as melhores formas de nos roubarem o pouco dinheiro que ainda nos resta.
Isto é um contrasenso, nós é que sustentamos essa corja e depois eles veem roubar o conteudo das nossas carteiras. Logo, parece que nós pagamos para sermos roubados.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Maria do Carmo, eu tambem passei por isso. Fiquei indignado com a frieza desses parasitas da ECALMA. Seria de bom tom fazer uma auditoria na contabilidade para que os municipes ficassem a saber para onde vai o dinheiro do roubo.

Maria do Carmo disse...

Obrigada a todos os que aqui comentaram. Já coloquei também no facebook e inclusive fiz directamente a pergunta ao Vereador Matos da CMAlmada, através do Facebook, para saber a opinião dele mas como está de férias...
Quanto ao comentário do "paulinho" só o publiquei para todos os que aqui vieram possam ver a MEDIOCRIDADE de certas pessoas. Mas queira o destino que este mesmo "paulinho" não tenha de ir com o filho um dia de urgencia ao HGO e não tenha lugar para estacionar...

Paulo disse...

Dobre a lingua e mencione PAULO, porque tambem não a trato po "Carminho". Quanto a idas ao HGO não se preocupe porque infelizmente tenho de ir de transportes publicos e a pe. Não possuo as suas mordomias. Quanto a publicar ou não, a Maria do Carmo sabe muito bem que isso e um direito que lhe assiste, mas que tal como no CS so publica o que lhe traz abono e a isso infelizmente ja estamos habituados.
O que precisamos e de gente que nos traga mais valia e que ensine este povo a não prevaricar, porque de malfeitores, mandrioes e maldizentes esta o Povo farto. Tem sido essa gentalha que ha mais de 38 anos nos tem levado a desgraca.

Maria do Carmo disse...

Já agora, cara Minda, obrigada por partilhar este desabafo. Eu também gostava de saber se os senhores da ECALMA actuam à noite, quando a malta vai para os bares e deixa os carros a impedir até a saída das pessoas de casa. Mas aí já é fora do seu horário de FP.
D. Ana, realmente, estamos todos fartos de ser roubados, é demais. Infelizmente, esta gente sabe bem o que faz e tem a Lei do seu lado.
Uma auditoria às contas seria uma excelente ideia, porque afinal nem aos trabalhadores no local dão condições, portanto o dinheiro deve mesmo estar a ser aproveitado para outros "negócios".

M. Santos disse...

Maria do Carmo, realmente sempre há gente muito estupida. Fala-se em alhos e respondem em bugalhos, mas claro, teem de defender certos taxos, amigos e até ideologias.
Eu também já ali fui multada, junto ás paragens de autocarro, mas pela PSP, e não fiquei com o carro bloqueado ou removido. Tive de pagar. Mas o que fala é sobre ser uma câmara a sobrepor-se á própria polícia e a fazer as pessoas pagar tanto. Ainda se fosse nos parquimetros.
Não deixe de fazer queixa porque de ladroes estamos todos fartos.

Maria do Carmo disse...

Cara M. Santos, há pessoas que não sabem ter elevação, não a compreendem nos outros e muito menos têm capacidade para discutir, limitando-se a carpir as suas mágoas como se os outros fossem culpados de tudo o que não conseguiram nunca alcançar.
Mas enfim.
Quanto à queixa, não tem muito fundamento, uma vez que como já disse, sei que estava em contravenção. Por isso o máximo que posso mesmo fazer é o desabafo e o aviso a outras pessoas, para não terem de passar pelo mesmo.
Cumprimentos

Maria do Carmo disse...

Cara D. Ana,
descobri agora, numa pequena pesquisa na net sobre a ECALMA, além de várias dezenas de queixas, também uma petição online em http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N1562 que vou assinar.

Anónimo disse...

D. Maria do Carmo
Fico espantado, e desculpe que o diga, que sendo jornalista não saiba que a actividade da ECALMA tem limites.

D. M. Santos, uma palavra para si. A Câmara, neste caso a ECALMA, empresa Municipal, não se sobrepõe à polícia (PSP). Existe um acordo nesse sentido oficialmente definido.
Sobre os valores que se cobram, é outra coisa.

Voltando à D. Maria do Carmo, posso garantir-lhe que são já centenas as queixas contra a ECALMA cujo destino é o lixo.
Porquê? Porque quase todos nós, quando confrontados com situações destas, resignamo-nos e não vamos ao sítio certo. Damos os factos consumados e seguimos a via da comodidade.

Permita-me, contudo, um pormenor importante. A sua viatura estava mal estacionada. E, embora se compreenda o motivo que a levou ao hospital, nunca poderá argumentar esse facto como desculpa.
Quantas pessoas infringem as normas por situações idênticas?
O mal, D. Maria do Carmo, vem de muito trás. O estacionamento, ou a falta dele, no espaço confinado ao HGO.
E aqueles parques de luxo (!!!) feitos no exterior não são, de certeza, para uso da senhora presidente nem dos senhores vereadores.
Como diz, não adianta reclamar de uma situação que deriva de uma situação criada por si. Compreendo que a situação que explica e que a levou à contravenção rodoviária lhe custe. Mas não é por aí que passa a ter razão. Muito menos argumentando com o mau estacionamento de outras viaturas.

Quanto à ECALMA, e no que concerne ao seu funcionamento displicente e, muitas vezes abusivo, é coisa que merece outro tratamento.

Se me permite, as petições não têm resultado prático.

Já fui multado pela ECALMA. Há oito meses. Ainda não paguei nem vou pagar. Mais: pagaram-me a pintura de alguns riscos que fizeram na viatura.

Cumprimentos

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo, quando recebi o seu comentário, estava a acabar de enviar a minha reclamação para o Provedor de Justiça, para a ECALMA, além da que fiz no livro de reclamações e para a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Continuo a dizer que sei que estava em contravenção, e que se fosse a PSP a multar-me e a rebocar, calaria (ou quase), mas assim...
Infelizmente, não pude deixar de pagar, porque senão não me desbloqueavam o carro e ficavam com os documentos, isso sim, uma acção que considero abusiva e ilegal, e com base na qual fiz também a queixa.
Também concordo consigo que petições, abaixo-assinados e afins pouco fazem.
Basta ver que um grupo de moradores levou um documento assinado por mais de 4000 pessoas, moradores e comerciantes de Almada na sua maioria, à Assembleia Municipal de Almada para acabar com a ECALMA, e foi recusado. Pelos vistos, a voz do Povo em certas coisas não é tida nem achada.

Sobre a actividade da ECALMA, felizmente, esta foi a primeira vez que tive de lidar com tal entidade, por isso, confesso a minha ignorância sobre muita coisa.
Nunca paguei também multas nem da ECALMA nem da EMEL.
Pago sim (só tive ainda uma) da PSP por excesso de velocidade, e já agora, digo-lhe que foi com um veículo comercial, fora de Castelo Branco, onde o limite era de 70 e eu seguia a 74Km/h...

Cumprimentos

Anónimo disse...

D. Maria do Carmo
Permita-me que com todo o respeito lhe diga que uma contravenção não é maior nem menor, caso seja detectada pela PSP ou pela ECALMA.
A ECALMA surge, caso não saiba, com a vénia e o suspiro de alívio por parte da PSP.
Diziam eles (PSP) ... desta já nos safámos!
Mas isso não vem ao caso.

Fala-nos agora de um pormenor extremamente importante e que, esse sim, tem "pano para mangas".
A ECALMA não pode reter os documentos de ninguém, em circunstância alguma.
Nem a PSP, imagine.
A única entidade que tem poderes para, por exemplo, mandar tirar a carta de condução a um cidadão, é um juiz.
Os outros elementos podem ser verificados pela autoridade mas têm que os devolver, na hora.
Repare que nem a PSP pode fazer o que quer.
Como exemplo, o Bilhete de Identidade. Têm o direito de o pedir e de o ver. Mas na nossa mão e não na deles.
O BI é, como saberá, um documento pessoal e INTRANSMISSÍVEL. Logo, os senhores que desejarem os elementos constantes no BI ... sirvam-se mas com o documento na minha mão.

Já agora, fez bem em enviar as reclamações indicadas. Mas sabe o que a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária lhe vai responder, daqui a muito tempo? Que não é nada com eles, pois não foi a PSP que interveio.

Enfim, salve-se quem puder.

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo, só um favor, deixe a D. de fora, é que me sinto velha (hehehe).
Brincadeira à parte, é verdade que a PSP pode ter visto a entrada da ECALMA ou da EMEL com alívio, mas em termos morais é diferente pagar 30 euros de multa à PSP, como tem acontecido desde sempre (falei hoje com médicos e enfermeiras sobre o assunto, em novo tratamento no HGO), e pagar 92 a uma empresa da Câmara de Almada que bloqueia e reboca um automóvel.

Pois, eu também calculei que nenhuma entidade podia reter documentos e foi isso que referi no Livro de Reclamações. Quanto à Autoridade da Segurança Rodoviária, foi a indicação que a pessoa da ECALMA me deu, e a informação que vem na Notificação, a tal que me fez pagar ao Estado pela contravenção os 30 euros.

Claro que a resposta será a mesma de sempre, se não o silêncio, uma cartinha-tipo, impressa às centenas para enviar a todos os que tentam lutar contra o Sistema.

Cumprimentos

Anónimo disse...

D. Maria do Carmo (ai, entrei em contravenção ao não retirar o D.).
Perdoará, certamente.

O grande problema, e vamos à base com muitos anos para trás, é que quando se construíu o HGO não se pensou no futuro. Com tanto espaço e tanto desperdício.
Outro erro, foi ter diminuido consideravelmente o número de carreiras dos TST que tão bem serviam os utentes pois tinham um terminal dentro do hospital(isto da rigorosa e única responsabilidade dos TST).
Mais recentemente, a grande culpa camarária. Aquando do projecto do MST não se ter previsto uma paragem junto ao acesso da unidade hospitalar em questão.

Tudo o que eu acabo de escrever não altera a situação actual. Apenas o faço para demonstrar que faltou vontade, e eventualmente profissionalismo, em muitos gabinetes, desde a CMA ao MTS, concessionásio do MST.

Pode perder esta luta mas, com uma derrota, pode ganhar um abrir de olhos para terceiros.

Contravenções à parte, está visto.
:D

Maria do Carmo disse...

Ui, acho que tenho de passar uma multa :-).

Agora tocou com o dedo na ferida, passe a imagem. Ainda ontem, quando lá fui ao HGO, dá para ver que existe muito espaço livre, até o tal "parqueamento" da fotografia, que podia ser muito bem aproveitado, e até pago, mas que permitia aos utentes ficarem descansados. Mas não.
Segundo o vereador António Matos numa conversa há meses atrás pelo facebook sobre as carreiras dos TST para o HGO, disse-me que era a empresa que não queria e a Direcção do Hospital que não fazia força para isso.
Mais uma vez, a Câmara Municipal de Almada nada tinha a ver com o caso... (e ainda aguardo a resposta dele no facebook sobre o que pensa das ordens dadas à ECALMA, deve ainda estar de férias.)
Já neste blogue falei de uma visita que tive de fazer ao Hospital de Coimbra, e fiquei de cara à banda pela positiva: carreiras de autocarros vindas do Centro de 20 em 20 minutos que passam na estação de autocarros e na de comboios, e que deixam as pessoas mesmo na entrada principal do Hospital e nas suas várias valências.
Claro que teve de existir planeamento, e acima de tudo, vontade.
Em Almada isso não existe. E quem paga são sempre os mesmos.
Eu sei que esta luta é estéril, mas como sou teimosa, não desisto.
'Água mole em pedra dura...'

E está perdoada a contravenção heheheh.

Anónimo disse...

Já me congratulei pelo perdão da multa.

Mas, Maria do Carmo (agora não entrei em contravenção), assuntos sérios tratados pelo Facebook?
Não lembra ao diabo! É verdade que o diabo não utilizará as redes sociais mas ... é a tal força de expressão.

Faz bem em insistir quanto ao seu assunto.

Sobre os transportes, já aqui contou o que se passa onde? Ah, em Coimbra. Pensei que tivesse sonhado e aqui me induzisse num erro. Coimbra. Mas o que se passou foi aqui, em Almada.
Já lhe disse no comentário anterior que em Almada não há transporte de e para o HGO porque ninguém está interessado.
É estranho mas é verdade. A estranheza vem do facto, mais que real, de ser de todo o interesse a existência de autocarros (TST)e metro (MST).

Permita-me que brinque um pouco com coisas sérias: e que tal pensarmos em várias escadas rolantes espalhadas pelo Concelho?

Maria do Carmo (voltei a evitar a infracção), se está à espera de alguma resposta dos(as) senhores(as) dos gabinentes, pode esperar ... sentada.

Continuação de um bom dia.

Maria do Carmo disse...

Olá de novo, que coincidência, hoje mesmo de tarde falava com um amigo sobre o poder do Facebook, ele insistindo que não, e eu que sim, que há ali muito poder.
No meu trabalho, tem sido muito importante para saber as actividades dos clubes, aniversários destes e outras coisas. E acho que o dia que o Diabo descobrir o facebook, bem, poderemos todos meter as barbas de molho!

Olhe que essa das escadas rolantes... afinal, não foi Almada que insistiu na construção de um elevador do Olho de Boi para Almada? Um elevador cujas contas seria interessante conhecer, bem como o número de utilizadores.

Mas como no caso do HGO são várias centenas de pessoas por dia, a resposta seria logo um rotundo Não, porque não seria viável, que seria uma grande despesa, etc e tal...

Eu estou habituada a esperar, tenho uma paciência de chinesa, e se dentro de uns dias não responderem, como por email nem se paga nada, lá levaram mais uma mensagenzinha. Há que quebrar a rotina, não é ;-)
Sempre sem contravenções...

Cumprimentos e bom resto de dia trovejante.

Anónimo disse...

D. Maria do Carmo, ja chega de xaradas. De o assunto por encerrado. A D. nao tem razao nenhuma para que estar a ocupar os seus neuronios com esta guerra perdida.
Tenha uma santa noite.

Anónimo disse...

Maria do Carmo

Falou do Elevador ... estragou-me o jantar.

:(

Boa noite.

Maria do Carmo disse...

Ui, não queria estragar o jantar a ninguém, desculpe. Mas eu também sei que é um assunto que dá azia.

Anónimo das 21h46, tem razão, não devia estar a gastar os meus neurónios, em especial em tempo de férias, com isto.
Mas sabe, a partir do momento que nos consideramos vencidos, nada mais resta para lutar na vida.
E eu nunca dei uma batalha por encerrada até a considerar vencida.
Um bom fim-de-semana para si.

Anónimo disse...

Ai se o blogue fosse meu...

E mais não digo.

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo das 18h14, faça como se estivesse em sua casa ;-). Desde que não sejam comentários baixos ou mal educados, diga o que tem a dizer.
Cumprimentos

Anónimo disse...

Obrigado, Maria do Carmo.
Vou ficar atento a nova investida de um dos comentadores e, caso mantenha a maneira de falar (entenda-se escrever) direi algo.
Boa semana.

Anónimo disse...

A "nossa! Camara Municipal deveria ser uma aparte da solução e não OProblema.
A insistência em perseguir os cidadãos...uns porque têm carro e são uns danados capitalistas e outros porque não têm o cartãozinho miraculoso já começa a ser demais...

Maria do Carmo disse...

É verdade, caro anónimo, em vez de recuperar e até cobrar o espaço que agora é usado como parque, sem condições, a autarquia de Almada prefere rebocar os carros.
É que nas suas contas, receber 92 euros pelo reboque de um carro, com poucas despesas, ou investir num parque de estacionamento e receber no máximo cinco euros por carro, não parece haver dúvidas.

Anónimo disse...

Como é que pagou 76€uros de remoção de viatura e 16euros de diária de parque? Se o que esta na portaria, são 75€uros de remoção e 15€uros de estadia??????

Maria do Carmo disse...

Caro Anónimo, pois realmente não sei o que diz a portaria, só sei o que me foi exigido pagar para levantar o automóvel das instalações da ECALMA.
Mas se calhar é porque também aqui a inflação já se faz sentir e aumentaram a taxa do IVA...

Cumprimentos

Anónimo disse...

gostava de saber o nome todo de um senhor condutor do reboque da ecalma sei que se chama fernando e mais não sei era so para fazer uma reclamação á ecalma pelo despreso deste senhor o nome dele alem de fernando seria para evitar injustiças e não condenar outro menbro da empresa
agradeço a ajuda

Anónimo disse...

Ecalme é da filha da Emilia, assim soube, assim ta tudo dito, fui a Cacilhas responde a uma entrevista de trabalho e estou desempregada e sem sub. não levi 10 minutos a voltar e não vi mesmo uma placa que dizia que era para os emp. dos TST, paguei parque e o homem até ficou a olhar-me não disse-me nada, ou seja, foi eu virar as costa ele chamou o reboque, fui a tal ECELME e levai uma facada de 160,00 imaginem que 18,00 foi por o carro estar 15 minutos do parque deles. Enfim fui assaltada em Almada luz do dia e ainda por uma empresa da filha da presidente.Ainda argumentei que estou desempregada e era o único dinheiro que tinha até o fim do mês, mas não adiantou em nada, nem tenho um carro topo de gama, tenho um velhinho que me leva onde preciso ir com urgência.

Anónimo disse...

Em pleno ano 2013, sinto-me perseguida à boa maneira soviete por uma empresa pública constituída por incompetentes comunistas recalcados que, em retaliação a um exercicio de cidadania -reclamação- decidiram usar do seu abuso de poder e posição e tomar uma atitude persecutória para com a minha pessoa. Por este andar sinto que vou parar a um gulag, não sem antes recorrer a todos os meios que me estão legalmente acessíveis. A ECALMA provavelmente nunca conhecerá uma almadense tão insistente nos seus desígnios.

. disse...

A esquerda é tão boa como a direita quando chega ao poder. cambada de lobos disfarçados de cordeiros a tratar toda agente por "camarada pá" mas quando metem a mão no poder ficam logo fascistas e corruptos.

Anónimo disse...

É roubo institucional e legal. Já os vi a rebocarem e a rir. quanto mais perto de um parque mais rebocam. Nem respeito têm por pessoas com 81 anos e com graves problemas de várias ordens. No dia em que for obrigatorio publicar os quadros destas empresas municipais logo vemos os 'amigos' do alheio - com base legal. as panelinhas estão todas organizadas!!!!!!!!!!!!!!!!
MO

Anónimo disse...

Realmente daquilo que tenho visto da ECALMA são uns autênticos mercenários.
Há uns tempos reclamei de um aviso de infracção colocado na minha viatura, estando o título de estacionamento válido no período temporal e territorial... ao fim de pouco tempo já estava na ECALMA a presentar a reclamação.
Não tendo a ECALMA conhecimento do condutor, terá de notificar o proprietário e pedir a identificação do condutor. Pois como o autuante devia ser um génio, adivinhou (depois de ver a reclamação) quem era o condutor e escreveu o auto de contraordenação. E siga para bingo.
Na realidade apresentei a reclamação mas não fui eu que estacionei o carro naquele lugar, foi o proprietário. Se tivessem seguido o processo legal teriam chegado ao infractor mas assim foi mais fácil identificaram uma pessoa qualquer e agora que se desenrasque, porque a bola já a passaram para a ANSR.
Aquela gente que lá trabalha foi devidamente orquestrada para criar uma força mercenária eficiente.