quinta-feira, 3 de junho de 2010

Quando estala o verniz

J.S. Teixeira disse...
Carmo Torres,
O que você escreveu é MENTIRA e você é MENTIROSA! Digo-o também com todas as letras para que não tenha dúvidas. Além disso, a sua falta de ética é assombrosa, visto que está a revelar o conteúdo de conversas privadas que tive consigo enquanto directora de um jornal, e acima de tudo quando lhe fiz uma denúncia de um caso gravíssimo.
No entanto, reafirmo que MENTE e é MENTIROSA quando diz que eu já me ofereci para escrever no seu PASQUIM. Aquilo que fiz foi questioná-la acerca dos requisitos que existiam para que alguém publicasse artigos de opinião no PASQUIM que dirige. E fí-lo única e exclusivamente porque estava interessado em compreender qual a razão de determinadas pessoas terem o direito de opinar, ofendendo e caluniando pessoas e instituições, sem que lhes fosse reconhecido qualquer tipo de relevo no panorama concelhio.
Carmo Torres, já compreendi que o seu problema não é a tentativa que faz de ser jornalista, você não passa de uma reles mentirosa.
Tenho dito.
3 de Junho de 2010 12:24

Carmo Torres disse...
Caro J. S. Teixeira,
Deixei o seu "carinhoso" comentário porque acho que é merecedor de ser lido por todos os que visitam o meu blogue.
Também sei que anda a tentar envolver-me em guerrilhas publicando textos e comentários falacciosos contra mim, mas a única guerra que travarei é na defesa do meu projecto, e na dos postos de trabalho das pessoas que trabalham no jornal.
Deve ser a última pessoa a falar de Ética, quando se esconde atrás de uma falsa identidade (e você sabe que eu sei disso), para atacar impunemente quem dá a cara por aquilo que diz.
Mas já dizia o meu pai, as acções ficam com quem as pratica, e os cães ladram e a caravana passa.
3 de Junho de 2010 13:56

post scriptum (não vão confundir) - Tenho de me retratar em abono da verdade.
O caro "J.S. Teixeira" realmente não se ofereceu para escrever para o jornal, considerando na altura que "A minha posição quanto ao vosso jornal é de bem e sempre foi de respeito".
Questionou apenas sobre o "critério/requisitos para a publicação de artigos de opinião", ao que lhe foi respondido que são 3.000 caracteres, uma foto e o texto entregue à 4.ª feira...
Na minha óptica, a verdade fica sempre bem. Se calhar na de outros, é apenas um badalo de enfeite...
Mas não deixa de ser curiosa a reacção.

5 comentários:

J.S. Teixeira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Carmo Torres disse...

A democracia trouxe destas coisas, e esta é uma delas, a de ser eu a mandar no meu blogue e, já agora, no meu jornal.

Eliminei um comentário já sabem de quem, porque a guerrilha para mim acabou.
Quanto a ameaças, seria bom que algumas pessoas se lembrassem de coisas que dizem no ar em certos locais públicos.
Mas isso será uma outra história... que passa pelo Seixal e é capaz de dar uma voltinha também ali para os lados de Fernão Ferro.

Carmo Torres disse...

Bla, bla, bla
whiskas saquetas

bla, bla bla
whiskas saquetas.

Quando se portar como um homenzinho, conversamos, e até pode ser numa esplanada à sua escolha.

Anónimo disse...

Vão mas é trabalhar todos em vez de perderem tempo com guerras desnecessárias. Sejam profissionais e não crianças, já não têm idade para este tipo de "espectáculos".

Carmo Torres disse...

Obrigado pelo conselho, caro anónimo.
Mas quando diz trabalhar é para pagar os impostos que lhe pagam o ordenado que lhe permite estar a esta hora a visitar blogues pessoais?